Google+ Followers

sábado, outubro 13, 2012

Da entrada à sobremesa

Eu fico postando fotos e fotos das minhas (e do marido) aventuras na cozinha e esqueço de colocar o passo a passo aqui. Hoje vou fazer um apanhado de algumas coisas que fizemos recentemente que bateram recorde de "curtidas".

Primeiro, couve refogada com pimenta biquinho.
Um de nossos maiores desafios é comer bem. Não só pela quantidade - a ideia aqui é não exagerar no tamanho do prato (yes, we love eat a lot!) - mas também pela qualidade. E isso significa menos frituras, menos calorias, menos sal, menos açúcar e menos um monte de coisa.

Até aí é fácil. O negócio é manter isso todos os dias, com o corre-corre da semana e a preguiça de cozinhar   na hora da fome e ainda fazer salada. E é aí que a gente aprende que dá pra fazer coisas deliciosas, saudáveis e criativas somente juntando alguns pouquíssimos ingredientes.

Veja só. Pegamos o tomate, cortamos não temos processador, mas se você tiver é a hora de usar em pedacinhos pequenos e refogamos (não é bem essa a palavra por que só usamos um fio de azeite, mas na falta de outra fica essa mesmo) no azeite numa panela antiaderente (que já facilita o preparo já que o fio de azeite é suficiente pra refogar tudo). Temperamos com uma pitada de sal e outra de pimenta do reino. Adicionamos pêssego em calda picadinho aquele que estava pra estragar na geladeira e mexemos um pouco. Depois juntamos a couve, um pouco de pimenta doce (ou biquinho - parece que o nome varia conforme a região) e uma colher de shoyo (sem glutamato monossódico e corante caramelo). Deliga. Pra finalizar, uma colher generosa de Chia (sim, por que além de não interferir no sabor do prato e ser saborosa, ela é rica em ômega 3.

Pouquinho de criatividade e muita coragem de ousar. Deu nisso. ;)

Arroz com salsicha de soja e quiabo

Aí, depois de fazer a salada multicores você percebe que tem arroz e quiabo sobrando de ontem na geladeira. Vai estragar? Não né!!
Mistura tudo e coloca duas salsichas de soja cortadas em rodelas, acerta o tempero e você já tem um prato principal delicioso.


E olha a sobremesa!
Nessa você pode se dar ao luxo de dispensar um pouco mais de tempo, já que fez o resto da refeição em 5 minutos. Esse bolo é de milho sem amendoim, com cobertura de goiabada - é só pegar um pedaço farto de goiabada de caixinha e colocar pra derreter com um pouco de água em fogo baixo.
Derrama por cima do bolo que fica liiindo e uma super delícia!




Bolo de Caneca



O legal de aprender a cozinhar é que sempre quando você sente vontade de comer alguma coisa, consegue fazer rapidinho (quando tem todos os ingredientes, óbvio). E o legal de fazer bolo de caneca, é que se você mora sozinho (a) ou não gosta muito de doces, ou por qualquer outro motivo, o bolo sobra na sua casa; com uma receita individual isso não acontece.

Esse bolo eu fiz especialmente pra participar do Concurso de Bolo de Caneca da Dr. Oetker Brasil. A ideia era fazer um bolo de caneca, de qualquer sabor e com qualquer receita. As 300 melhores fotos ganharam um kit. Eu fico super empolgada pra participar de qualquer tipo de concurso e cá pra nós, quem não gosta de ganhar brinde? =)


Fiquei super feliz com o resultado. Primeiro por que adoro cozinhar. Segundo, por que fiz esse bolinho com o maior carinho pro concurso. Terceiro, por que mesmo sem divulgar a receita no concurso, eu tive o orgulho de dizer pros amigos que ganhei um brinde num concurso de culinária com uma receita vegana. 


Bom, o bolo é de baunilha é receita da Chubby Vegan. A calda, eu fiz com a dica maravilhosa da Calda de Chocolate do pessoal do Vegcomeoque. A receita dos cupcakes dá de duas a três canecas, a depender do tamanho.


Meu brinde foi uma caneca linda e quatro pacotinhos de massa pronta pra fazer Bolo de Caneca de vários sabores. Um luxo da modernidade que eu compartilhei com amigos, já que a massa tinha clara de ovo. E mesmo não aproveitando 100% meu "prêmio", fiquei muito feliz de poder divulgar essa culinária ética e cheia de saúde. =)





quinta-feira, outubro 04, 2012

O que comer?

Estou me propondo a ser mais atuante no blog. Espero conseguir! =D

Então vamos lá, sempre me perguntam o que eu como, o que sobra quando se tira as carnes, os lácteos e derivados do cardápio e como eu consigo viver com isso.

Vou falar mais ou menos o que eu como no dia-a-dia em casa, e aí essa pergunta será respondida com detalhes. No entanto, não estou propondo nenhuma dieta e não tenho formação em nutrição.

Não é difícil eliminar os produtos animais do cardápio. Brasileiro dá "jeitinho" em tudo, não é assim? Não seria diferente com a comida.

Café da manhã
Essa é a hora do dia em que nós devemos recarregar as energias. Portanto, é fundamental se alimentar bem. Estas são algumas opções de café da manhã num cardápio vegano:
- pães sem leite - pode ser cru acompanhado de geleias de frutas, margarina vegetal ou manteiga de amendoim sem mel. Ou pode ser torrado com azeite ou margarina.
- café
- leites vegetais
- sucos
- iogurtes de soja
- mingau de aveia
- biscoitos sem leite/ovos
- frutas

Lanche
tanto no lanche da manhã como da tarde é possível incluir:
frutas, biscoitos, castanhas, amendoim, nozes, passas, ameixas, bolos, salgados, suco, etc.

Almoço
- saladas variadas - claro que não dá pra comer todo dia a mesma salada, nem todo dia comer todos os tipos de legumes e verduras. Então eu escolho. Na hora de fazer a feira, dá pra comprar um pouco de cada coisa. E aí, no almoço, você pode fazer uma salada com três ou quatro tipos de legumes/verduras diferentes. Dá aquela temperada com sal, azeite e pimenta e fica delícia! Nesse momento também costumo incluir na salada um colher de chia ou linhaça em grãos.
- arroz
- feijão
- macarrão sem ovos
- soja - com esse coringa você vai do simples refogado ou strogonoff e à lasanha!
- tofu
- cogumelos
- gluten (para quem não é alérgico)
-sucos

Jantar
Aqui dá pra repetir o algo que se comeu no almoço (arroz com salada e soja, panqueca, macarronada, só a salada com pão) ou, se você mora numa cidade como a minha e tem horror de comer no jantar o que comeu no almoço - feito eu - pode comer:
- cuzcuz
- inhame
- macaxeira
- batata doce
- sopas (das mais variadas, de legumes, de tomate, de batatinha, caldo verde...)
- pão
- frutas
- pizza
- yakissoba..

Imagem de Souservivo.com.br

Pois é, vegetariano só passa fome se quiser ou não tiver coragem nem criatividade. =)

Quem não sabe cozinhar, aprende. Simples assim.
Abaixo alguns sites com receitas maravilhosas, mtas das quais eu já provei e aprovei:

www.chubbyvegan.net
www.vegetarianocomeoque.com.br
www.menuvegano.com
www.vegato.blogspot.com